luke_suspicious

lucas vosch, 21, hombre, Brasil
capitalistjunkie.blogspot.…Visto por última vez: ayer por la mañana

159110 scrobblings desde 9 Oct 2006

1.596 temas favoritos | 20 mensajes | 0 listas de temas | 1.209 notas

  • Agregar a amigos
  • Enviar un mensaje
  • Dejar un nota

Tu compatibilidad musical con luke_suspicious es Desconocida

Crea tu propio perfil musical

Temas escuchados recientemente

Kate BushRunning Up That Hill (A Deal With God) Tema favorito Ayer 10:34pm
Kate BushWow Ayer 10:27pm
Kate BushEgypt Tema favorito Ayer 10:17pm
Kate BushCloudbusting Ayer 10:11pm
Kate BushBig Stripey Lie - 2011 - Remaster Ayer 10:08pm
Kate BushSat in Your Lap Tema favorito Ayer 10:04pm
Kate BushRoom for the Life Ayer 10:00pm
Kate BushNever Be Mine Tema favorito Ayer 9:55pm
Kate BushAnd Dream of Sheep Tema favorito Ayer 9:52pm
Kate BushThere Goes a Tenner Tema favorito Ayer 9:48pm
Ver más

Notas

Dejar un comentario. Entra en Last.fm o regístrate.
  • BatooqSupersoul

    Libra! Mandei inbox

    6 Sep 17:33 Responder
  • BatooqSupersoul

    Agora você me pegou

    3 Sep 15:00 Responder
  • BatooqSupersoul

    Minhas fichas acabam com ela... não me lembro de haver alguma outra fêmea que tenha me surpreendido além de Grace Jones, Yma e Clara Rockmore (que você também já tem na biblioteca). Talvez seja sua vez de sugerir algo

    2 Sep 5:04 Responder
  • BatooqSupersoul

    Qual é a (incrível, mas meio mítica) história genealógica dela? Tem algo a ver com essa energia que ela me passa de como se eu pudesse ser atingido a qualquer momento por um raio na cabeça direcionado de um deus Inca?

    2 Sep 4:59 Responder
  • BatooqSupersoul

    Ela revigora meu soprano de cabaret (na verdade um falsetto muito do sem-vergonha)

    2 Sep 3:46 Responder
  • BatooqSupersoul

    Pensei nisso esses dias e associei à nossa troca de fêmeas, mas acabei de ver que já tens scrobbles dela e pelo jeito não bateu muito..

    2 Sep 3:39 Responder
  • BatooqSupersoul

    Mayday muito badass

    23 Ago 12:04 Responder
  • BatooqSupersoul

    Acho que isso merece lugar na sua biblioteca

    23 Ago 12:04 Responder
  • BatooqSupersoul

    Sim, agora, depois de tanto tempo acordado, comecei a considerar mais provável que a paixão tenha se originado pelo choque de Françoises que pela Daniella e seu triste fim de carreira

    16 Ago 7:17 Responder
  • BatooqSupersoul

    Já me encontro agora em estado de euforia por um copo de cerveja concreto + um flerte com sua pessoinha

    16 Ago 7:12 Responder
  • BatooqSupersoul

    Escrevi mitológica com acento no primeiro o, ai meu deus

    16 Ago 7:11 Responder
  • BatooqSupersoul

    Estou livre novamente para flertar com você

    16 Ago 6:08 Responder
  • BatooqSupersoul

    Ah, já cansei de contar esse sonho. O fato é que agora cá estou eu, ainda infortuno dessa sensação que a existência proporciona, a mais prazerosa delas, talvez. Não consigo amar. Sou um infeliz. Nos primeiros cinco minutos após ter acordado, eu procurei acreditar que fui vítima de um encontro extra-corporal, mas agora já acho essa ideia totalmente patética. A Daniella não existe nem existiu, deus e sua ira choveram na minha cabeça em forma de miragem. Assim termina a minha tragédia, dividida em três atos

    16 Ago 6:07 Responder
  • BatooqSupersoul

    FOI QUANDO ela começou a contar coisas sobre a vida dela (tive a sensação também no sonho de já tê-la visto pelo menos uma vez), com um sorriso puro e bonito (nossa, agora lembrei o sorriso totalmente), parecia muito com um desabafo desprovido de tristeza ou melancolia. No fundo ainda se ouviam risadas de bêbados e todos aqueles efeitos sonoros de botequim. Ela interrompeu num momento (acredito que tenha sido nesse), fez uma cara de desprezo e me confidenciou em voz baixa que detestava aquele lugar. Ela tinha vindo de Portugal, era atriz e dançarina, nome Daniella, sobrenome não lembro muito bem, provavelmente polonês porque era impossível pronunciar. Nunca me contou o motivo de ter terminado ali. Acho que foi assim, de súbito, que começamos a nos beijar, como se mantivéssemos esse desejo por muito tempo; da minha parte pouco menos, eu ainda tentava achar inspiração para responder de maneira digna o calor dela. Ela falou com uma outra moça, que me trouxe um copo de cerveja

    16 Ago 6:00 Responder
  • BatooqSupersoul

    (Foi um flerte e não era pra ser fofo, era pra ser bobo)

    16 Ago 5:44 Responder
  • BatooqSupersoul

    FOI QUANDO (e eis o sonho, a mais intensa condição de paixão que eu já experimentei): uma moça, um pouco morena, com olhos azuis (não me importava com eles até agora) como esses das barrinhas de scrobble — vale muito deixar claro que o contraste da pele com a cor dos olhos tranformava essa mulher numa criatura quase mitólogica, mas ainda assim ela não apresentava nenhum traço facial que propusesse isso, eles não eram exatamente o que enquadravam os nossos padrões de hoje. Já me perdi. Bom, foi quando essa moça se dirigiu a mim. Eu não tinha notado a presença dela até aquela hora (claro, era um sonho, ela provavelmente nem existia nele, até então). Ela estava sentada num banco pequeno de madeira, escrevia algumas coisas. No sonho meio que ficou claro que ela era uma pobre e miserável anotadora de jogo-do-bicho. FOI QUANDO

    16 Ago 5:43 Responder
  • BatooqSupersoul

    O sonho, até onde eu lembro, começou num antigo apartamento onde eu morava. Ele era vizinho de um outro prédio, e por isso alguns moradores podiam se ver uns aos outros. Eu estava fazendo alguma coisa qualquer quando aleatoriamente olhei pela janela, com vista para um outro apartamento, do outro prédio, e me pareceu ver um poodle de cor preta voando lá embaixo. Eu corri para a janela e agora via um gato agarrado numa tenda, angustiado miando para tentar subir (para essa mesma janela de onde o suposto poodle preto voou). O gato finalmente conseguiu entrar pela janela do cozinha, ao lado. Eu desci correndo e fui à portaria do prédio vizinho, vi um casal cinquentão passeando com um poodle. Perguntei se ele estava bem e eles responderam que ele jamais tinha caído de qualquer lugar. Agora eu já aparecia num bazrinho pé-sujo, aparentemente frequentado por moradores do tal prédio vizinho. Eles riam e coçoavam de mim por insistir na história do poodle. Eu comecei a fazer o mesmo. FOI QUANDO

    16 Ago 5:29 Responder
  • BatooqSupersoul

    Olha, vou te contar um sonho que eu acabei de ter. Duas razões: apagar qualquer vestígio de lembrança sua sobre aquela citação ali embaixo; por me encontrar em condições extremamente solitárias ultimamente e realmente não saber com quem dividir isso. Caso não queira ler, é só ignorar (como já é de seu costume com algumas das minhas mensagens)

    16 Ago 5:18 Responder
  • BatooqSupersoul

    Ah, eu não me importo com o pessoal do seu campus

    14 Ago 17:55 Responder
  • BatooqSupersoul

    "E é preciso que a mulher obedeça e que encontre uma profundidade para sua superficialidade. A alma da mulher é superficial: uma película de tempestade sobre águas rasas. — Mas a alma do homem é profunda, sua corrente brame em grutas subterrâneas. A mulher pressente a força masculina, mas não a compreende."

    14 Ago 17:54 Responder
  • Todas las notas (1209)