Blog

RSS
  • The same fucking world....

    13 Dic 2011, 23:09

    Hoje é um daqueles dias que aumento o volume da minha música e me mantenho alheia ao que acontece a minha volta. O agudo machucando meus tímpanos ainda parece ser melhor a qualquer outra coisa que poderia ouvir se estivesse sem meus fones.
    Raiva. Cada música faz com que a raiva cresça em meu peito. A revolta com o mundo, como as coisas são, me faz cantar mais alto.
    E então vem a frustração. O que posso fazer? O que posso mudar? Nada. A grande verdade é: posso gritar, posso lutar, mas tudo permanecerá da mesma maneira. A mesma merda de mundo, os mesmos problemas, os mesmos malditos padrões.
    Então aumento mais o volume daquela boa canção: "I just want to be free. Free like the wind...”. Quero continuar sem me preocupar sobre o que pensarão dos meus modos, do meu cabelo ou da minha roupa.
    Cada dia tento mais e mais me desgarrar deste mundo, de tudo e de todos. Com minha mochila nas costas sigo meu caminho. Continuo sem parar. Minha meta é nunca parar. É sentir aquela solidão que preenche por completo. Aquela solidão que de tão forte acaba preenchendo cada vazio que possui no peito.
    Então eu paro e percebo que minha solidão é o oposto. A solidão dentro de mim reclama o buraco aberto em meu peito. Falta algo dentro de mim. Algo que nem mesmo eu sei dizer bem o que é. Estou fadada a isso? A insatisfação percorre minhas veias. A irritação aumenta. O que falta?
    É quando percebo que meu caminho a percorrer é voltar e esperar. O grandioso ainda está para acontecer. Nada deve mudar até lá.
    Volto para o mesmo lugar, para as mesmas coisas, para os mesmo padrões e o mesmo falso moralismo. E grito. Grito para o nada. Grito para o buraco dentro de mim...

  • Sometimes people need say something....

    2 Dic 2011, 18:17

    E viva as infinitas possibilidades na internet!
    Você pode ser quem quiser, você pode fazer o que quiser... opinar!


    Ei, eu tenho uma ideia!
    Vamos todos trocar nosso nome, nas redes sociais, por nomes mais bonitos ou que gostamos mais!!
    Por que todos nós não colocamos fotos de outras pessoas no nosso perfil? Coloque aquela foto que você você modificou por algum programa... Mesmo assim não está bom? Ah, coloque de um artista que você goste e pronto! Tudo estará resolvido.


    Mas, peraí... e aquele seu amigo? Ele não ouve as mesmas coisas que você? Ah, faça-o ouvir o som que deseja! Vamos lá, é preciso apenas persuasão para que ele aprenda a gostar daquilo, não é mesmo?
    Já dizia uma pesquisa (sobre comida, mas vamos generalizá-la aqui): Se a pessoa experimentar por 19 vezes e não gostar, aí poderemos afirmar que não é de seu gosto realmente.
    Então... Temos 19 tentativas, galera, não vamos desperdiçá-las!


    "Mas e a pessoa que estou interessada? Ela gosta de pagode e eu de mpb...". Amigo, coloque por 3 dias consecutivos suas músicas, faça-a gostar! Você quer ela, mas precisa de uns retoques para poder ser como a pessoa dos seus sonhos, certo? Muito bem...


    Vamos lá, minta pra mim, diga que você nunca fez isso com alguém...




    Merda de mundo que vivemos, ehn?! A pessoa não gosta do que vê no espelho, não gosta do que seus ouvidos ouvem por aí, não gosta do que está ao seu lado...
    E você ainda quer que o próximo faça exatamente tudo aquilo que você não faz?


    Veja bem...


    E vocês ainda acham que o mundo não acabou? Ele acabou faz tempo...
    E a solução para esse problema seria matar qualquer forma de existência, começar do 0 novamente...


    Então, quando você for procurar num calendário - seja maia, inca, asteca... o caralho a quatro - um pista pelo "fim do mundo", tente olhar as datas que indicam um novo início... Aí sim você talvez vai encontrar o que está procurando.